Atletas que participaram das olimpíadas e paraolimpíadas do Rio de Janeiro temem a queda do investimento do esporte

Receber um evento do esporte grande como foi as olimpíadas e paraolimpíadas só faz a gente imaginar que o país que proporcionou isso vai ter um aumento no esporte e com isso mais investimentos para os atletas, afinal tudo ficou mais visível, mas algumas vezes não é isso que acontece e com o Brasil não está sendo diferente, diversos atletas estão temendo a baixa do investimento e isso com certeza vai refletir nas olimpíadas e paraolimpíadas de 2020, refletindo no andamento dos atletas nas modalidades e vamos poder ver isso no quadro de medalhas, e é por isso que essa situação precisa ser mudada nesse momento.

Atletas que participaram das olimpiadas e paraolimpiadas do Rio de Janeiro temem a queda do investimento do esporte

Atletas que participaram das olimpiadas e paraolimpiadas do Rio de Janeiro temem a queda do investimento do esporte

Conheça os programas de investimento do governo federal

Existem alguns investimentos que o governo federal tem para os atletas, em 2005, foi criado o Bolsa Atleta, pelo Ministério do Esporte, que ajuda os com um valor de R$ 370 a R$ 3.100 por mês, depois no ano de 2011 veio o Bolsa Pódio, esse tipo de bolsa ajuda quem tem chance de disputar finais nas competições, em média a bolsa pode ser R$ 5 mil a R$ 15 mil por mês, e tem o Plano Brasil Medalhas que ajuda em instalações esportivas para treinamento, mas todas essas bolsas que pode ajudar o atleta não existem mais, foram pagar até agosto e depois os atletas não teve mais esse investimento.

Atletas que participaram das olimpiadas e paraolimpiadas do Rio de Janeiro temem a queda do investimento do esporte

Atletas que participaram das olimpiadas e paraolimpiadas do Rio de Janeiro temem a queda do investimento do esporte

Entenda o que pode ter causado isso

Os investimentos nos atletas é algo incerto, tudo que está acontecendo na política do nosso Brasil, as mudanças de pessoas no cargo de presidente da republica ajudou nesse processo de acabar, e o presidente Michel Temer ainda não deu uma resposta se o programa continua ou não, muitos atletas contam com o patrocínio das Forças Armadas, que estão ajudando eles, mas outros dependia dessa bolsas do governo. Essa falta de resposta e investimento deixa o futuro dos atletas e do esporte no Brasil incerto, as olimpíadas e paraolimpíadas deveriam mostrar a todos como o esporte é essencial e tem que ter o investimento, mas isso não aconteceu aqui no Brasil.