Australiana supera 11 anos de abuso e vai competir nas olimpíadas

As olimpíadas do Rio de Janeiro é a segunda para a australiana Larrissa Miller, mas sua primeira olimpíada foi marcada de uma maneira muito ruim. Ela faz parte da equipe de ginástica e deveria ter se preocupado apenas com seus treinos, alimentação e dores no corpo, em conseqüência do que estava fazendo, mas não foi bem assim, Larrissa Miller por 11 anos sofreu de abuso sexual por uma pessoa da sua família que ela evita falar o nome e durante as olimpíadas de Londres foi assim.

Australiana supera 11 anos de abuso e vai competir nas olimpíadas

Australiana supera 11 anos de abuso e vai competir nas olimpíadas

Atleta resolve falar sobre o assunto

A pouco mais de um ano a atleta resolveu falar sobre esse assunto, para ajudar as pessoas que estão passando por isso, a fazer o mesmo, contar para alguém sobre essa situação e denunciar. Aos 16 anos ela contou para sua família, mas tinha medo de ser chamada de culpada, quando contou para sua irmã, logo ela falou para a família e eles apoiaram a todo momento. Depois de Londres, quando tinha 20 anos ela resolveu fazer a primeira queixa e com isso os julgamentos começaram, o agressor foi preso em Maio desde ano. Larrissa Miller não ajudou somente a ela, ajudou a diversas meninas que passam por isso e precisam entender que precisam contar o que está acontecendo, para o agressor ter a sua punição merecida.