Chama olímpica

Em todas as olimpíadas é comum sempre ver a chama olímpica que é um dos principais focos das olimpíadas e o que esta presente em todos os dias das olimpíadas. A chama olímpica começou a muito tempo desde os primeiros jogos olímpicos que aconteceu na Grécia, e ela tem um significado e agora esta mais renovada, mas ainda sendo uma das principais atrações das olimpíadas. A chama olímpica é muito importante e tem que ser sempre acessa no primeiro dia, o dia da festa da abertura.

Chama olímpica

Chama olímpica

Chama olímpica, como começou

A chama olímpica conta um pouco da historia em que Prometeu roubou o fogo de Zeus para poder entregar aos mortais, em muitos templos antigos sempre tinha chamas acessas, e essa chama ficava acessa durante as competições, depois de um tempo isso foi ficando esquecido, mas foi somente em 1928 voltou a ter a chama olímpica acessa durante as competições, mas ela ainda ficava apenas em um lugar, foi somente em 1936 que começou o revezamento da chama olímpica entre os atletas.

Chama olímpica, atualmente

Foi em 1928 que teve a idéia de colocar a chama olímpica em uma estrutura especializada para ela, que iria ficar em todas as competições acessas, foi o arquiteto Jan Wils que idealizou isso, e fez uma torre muito alto que era possível ver de todo local aquela chama acessa. Nos jogos olímpicos de 1936 de Berlim 3000 atletas fizeram o transporte da chama que vinha do Olímpio na Grécia até Berlim, e no dia 01 de Agosto um corredor acendeu a tocha olímpica. Todo ano que tem os jogos olímpicos dias antes de começar a cerimônia a chama é acessa na Grécia, em frente as ruínas do templo de Hera, relembrando um pouco da cerimônia de antigamente e depois é colocada em uma urna e levada ao estádio que vai ter a cerimônia de abertura, para poder acender a chama olímpica.