Depois de derrota, atleta russa diz ter sido agredida por dirigente da equipe

Na luta pelo bronze na categoria até 63Kg do estilo livre feminino nas olimpíadas, ela estava lutando com a polonesa Monika Michalik e acabou perdendo a luta e polonesa ficando com o bronze, essa luta foi na Arena Carioca 2. Mas logo após a sua derrota ela pensou que iria encontrar um alento na equipe dela, mas não foi bem assim, nos relatos dela ela foi agredida pelo dirigente da equipe da Rússia pela sua derrota. A atleta da Rússia resolveu essa semana prestar queixa contra o dirigente da equipe.

Depois de derrota, atleta russa diz ter sido agredida por dirigente da equipe

Depois de derrota, atleta russa diz ter sido agredida por dirigente da equipe

Confira o que aconteceu logo após a luta

A atleta russa Inna Trazhukova disse Mikhail Mamiachvili, que é dirigente contou com a ajuda de outras pessoas da equipe para poder espancá-la, a lutadora de apenas 25 anos já recebeu apoio do Ministro do Esporte russo, Vitaly Mutko, e já tem advogados resolvendo esse caso. Em declaração ao jornal russo Desporto Expresso, Mikhail Mamiachvili afirmou que a atleta falou isso devido a uma certa apatia na luta que valia o bronze, mas não se desculpou por nenhum ato. Temos que aguardar para ver como vai ser solucionado esse caso.

Primeira olimpíadas da atleta, primeira impressão

Apesar de ter um currículo extenso na luta, ser campeão europeia em 2013 e 2014, as olimpíadas do Brasil foi a primeira da atleta Inna, nessas olimpíadas ela fez no total de cinco lutas, venceu três e perdeu duas, uma delas para a campeã Risako Kawai na semifinal.